A artrose no joelho, ou mais correctamente, osteoartrose, indica o desgaste/degeneração da articulação. Esta doença atinge essencialmente a cartilagem articular. A cartilagem articular é um tecido que se encontra nas extremidades dos ossos, permitindo que estes se articulem entre si.

Esta cartilagem é nutrida pelo líquido sinovial, que lubrifica a articulação, facilitando o deslizamento e os movimentos da articulação.

Com o desgaste da articulação, o movimento entre os ossos faz-se com atrito, podendo gerar um processo inflamatório na articulação (artrite), gerando dor e aumento do volume da articulação.

À medida que esta situação avança, aparecem os bicos de papagaio (osteofitos). Os bicos de papagaio são saliências ósseas, originadas por reações do osso aos pequenos traumas, processos inflamatórios e ulceração da cartilagem articular.

A continuidade deste processo degenerativo, faz com que o joelho possa perder a sua função. Neste caso, o joelho calcifica, gerando grandes limitações no movimento. Esta perda de movimento da articulação gera um enfraquecimento da musculatura envolvente, piorando assim ainda mais o seu funcionamento.

Alguns sinais de alerta

  • Crepitações, ou seja estalos/barulhos ao movimentar o joelho
  • Desvios do membro inferior. Podem ser iniciados por alterações no equilíbrio muscular, alterações nos ligamentos colaterais e deformações ósseas. Existem dois tipos de deformações: varo (pernas arqueadas) e valgo (pernas em tesoura).
  • Alterações na coluna. Podem originar esta doença, devido aos desequilíbrios gerados na marcha.
  • Alterações na forma de colocar o pé no chão. Podem originar esta doença, devido aos desequilíbrios gerados na marcha.

Se tem algum destes sinais, recomendamos que entre contacto connosco para que possamos corrigir o seu problema a tempo, antes de se iniciar o processo degenerativo (artrose).

Factores de Risco

Esta patologia atinge maioritariamente pessoas a partir dos 60 anos de idade. No entanto os pacientes mais novos podem sofrer de artrose no joelho devido a traumas.

As alterações hormonais na mulher também são um factor acrescido para o desenvolvimento desta patologia. Esta patologia tem mais incidência nas mulheres, depois dos 40 anos de idade.

As pessoas que apresentem um mau alinhamento dos membros inferiores, tiverem sofrido traumas nos joelhos ou tenham excesso de peso, também têm riscos acrescidos.

Tratamento da Artrose no Joelho

O nosso tratamento visa a melhoria da função muscular, o ganho de mobilidade, a eliminação da dor, o aumento do líquido sinovial e do espaço interarticular.

São selecionadas e aplicadas as técnicas mais adequadas para o seu caso e recomendados exercícios que visam a correcção das estruturas que estão desalinhadas. Garantimos assim uma recuperação duradoura.

Através da nossa avaliação, percebemos o que se passa consigo e, recorrendo à nossa grande variedade de técnicas disponíveis, conseguimos que recupere.

 

> Marque a sua consulta connosco