A dor na mama (mastalgia) é uma situação que afecta as mulheres com alguma frequência.

Pode ir desde uma dor ligeira a uma dor forte e incapacitante.

As principais causas para a dor na mama são:

  • Estagnação do fluxo de energia e/ou sangue
  • Estímulos emocionais fortes
    As alterações e bloqueios emocionais geram estagnação do fluxo de energia no corpo. Essas alterações e bloqueios podem gerar sintomas como dor e distensão no tórax, dor e distensão nas mamas, falta de ar, suspiros frequentes, fadiga, irritação, dor de cabeça, dismenorreia (dor menstrual), além de outras alterações menstruais, pois tudo isso gera uma alteração hormonal.
  • Alterações hormonais
    Durante, ou antes do período menstrual, momento no qual as mulheres ficam mais sensíveis emocionalmente, a sensibilidade mamária tende a piorar.
  • Início da puberdade
    No início da puberdade (desenvolvimento das glândulas mamárias) é comum as meninas sentires desconforto ou dor na mama.
  • Mastite
    A mastite consiste na inflamação da mama. Gera sintomas como sensibilidade e/ou dor na mama e mamilo, inchaço e vermelhidão da mama. Pode ser acompanhada de infecção. Normalmente ocorre durante o puepério (pós-parto) devido à estagnação do leite, obstrução dos ductos mamários, ou por pequenas gretas nos mamilos (aumentam a probabilidade de infecção).
  • O uso de certos fármacos
  • Gravidez – crescimento das glândulas mamárias
  • Amamentação
  • Cancro da mama
  • Quistos/cistos na mama – Os quistos/cistos na mama podem ser gerados de duas formas:
    • Primeiro há estagnação do fluxo de energia, causado por estímulos emocionais. Por sua vez, essa estagnação do fluxo energético, que gera o movimento do sangue, quando permanece por um longo período de tempo, gera a estagnação do fluxo sanguíneo. Como consequência gera-se a acumulação de massas duras.
    • No início há acumulação de mucosidade no corpo devido a erros alimentares e a debilidade do sistema digestivo. Com a continuidade, essa mucosidade tende a “engrossar” e a gerar massas duras.

Tratamento para a dor na mama

O tratamento para a dor na mama depende sempre da causa da patologia e do estágio em que esta se encontra. No entanto, em linhas gerais, o tratamento pode incluir acupunctura e fitoterapia. A acupuntura não tem de ser realizada necessariamente na mama, pode ser nas pernas, pés, mãos, etc.  A fitoterapia, ou seja, prescrição de medicamentos à base de plantas, pode ser prescrita para tomar por via oral, sob a forma de suplementos, ou para aplicar localmente, sob a forma de pomadas, por exemplo.

Para além destas técnicas terapêuticas, em alguns casos, pode ainda utilizar-se a massagem terapêutica.

 

> Marque a sua consulta connosco <

 

Respostas às perguntas mais frequentes (Dr. José Fontes)