/Ventosas – Ventosaterapia
  • ventosas

Ventosas – Ventosaterapia

Ventosas, Ventosaterapia ou Cupping

A ventosaterapia é a prática terapêutica que recorre ao uso de ventosas. As ventosas são usadas à milhares de anos pelos diferentes povos do mundo, desde a Ásia, América e Europa e os seus benefícios foram comprovados pela sua utilização ao longo de todos estes anos.

Mais recentemente voltou a ter destaque pela utilização da equipa olímpica de natação norte americana, especialmente pelo atleta Michael Phelps. Em Portugal, esta técnica, no passado, era vulgarmente utilizada para o alívio das dores e o tratamento de problemas respiratórios.

Quando aplicadas por um especialista em Medicina Chinesa, a terapêutica torna-se mais rica, sendo aplicada em função dos princípios dessa medicina.  As ventosas são objectos semelhantes a um copo, podendo variar o formato e o material (vidro, acrílico, bambu, etc.) que se aplica no corpo, criando vácuo, para gerar um efeito de sucção.

Desta forma, o tecido (pele, músculos, tendões, fáscias, tendões) são estimulados, promovendo a circulação de energia, sangue e líquidos e uma maior oxigenação, estimulando a regeneração dos tecidos e um processo anti-inflamatório.

Para que servem as ventosas?

Após a aplicação de ventosas é comum surgirem nos locais onde foram aplicadas, umas marcas arroxeadas redondas, com o formato da ventosa, devido à sucção (vácuo).

Apesar das marcas, a aplicação das ventosas é praticamente indolor. As marcas deixadas pelas ventosas fazem parte do processo de cura, e desaparecem após alguns dias, sem ser necessário aplicar qualquer tipo de produto no local. O corpo vai ativar os mecanismos necessários para recuperar e desinflamar o local afetado.

2019-04-17T09:44:08+00:00
Dúvidas e Marcações