A auriculoterapia é um sistema de acupunctura que usa apenas o pavilhão auricular, ou seja, zonas ou pontos na orelha. Devido às terminações nervosas que se encontram na orelha, é possível interferir-se em todo o corpo.

A auriculoterapia permite obter um efeito terapêutico em diferentes sistemas do corpo. Assim, permite estimular qualquer área do corpo, qualquer órgão, aliviar a dor, entre outros. Além disso, através da auriculoterapia é também possível realizar-se um diagnóstico, percebendo-se quais os sistemas ou áreas do corpo que necessitam de tratamento.

No tratamento de auricoloterapia utilizam-se agulhas de acupunctura (auriculopunctura) ou recorre-se a sementes de mostarda preta, esferas magnéticas ou agulhas intradérmicas para estimular os pontos necessários.

Este tratamento apresenta eficácia nos tratamentos de dor, patologias metabólicas (aumento de peso, emagrecimento), desabituação tabágica e patologias do foro emocional.

O nosso tratamento

No início do tratamento realizamos a estimulação dos pontos do pavilhão auricular através de acupunctura para gerar um estímulo eficaz.

De seguida, após a aplicação das agulhas e a sua respectiva remoção, aplicamos esferas, sementes ou agulhas intradérmicas nos pontos pretendidos para manter o estímulo ao longo dos dias seguintes.

As sementes/esferas são fixadas à orelha através de um adesivo incolor ou da cor da pele, e o seu objectivo é manter o estímulo dos pontos seleccionados por mais tempo, para aumentar assim o efeito terapêutico.

A auriculoterapia é um sub-sistema da acupunctura, ou seja, é apenas um ramo dentro da acupunctura. Por esse motivo, no nosso tratamento de auriculoterapia conjugamos também a aplicação de Acupuntura noutras áreas do corpo.

O tratamento com auriculoterapia é eficaz nas seguintes patologias:

  • Alívio da dor
  • Enxaquecas
  • Casos de depressão e/ou ansiedade
  • Neurastenia e insónia
  • Desabituação tabágica (deixar de fumar)
  • Excesso de peso
  • Compulsão alimentar
  • Problemas respiratórios: asma, bronquite, alergias, rinite/sinusite
  • Desequilíbrios hormonais

 

> Marque a sua consulta connosco <

 

Respostas às perguntas mais frequentes (Dr. José Fontes)