A alopecia consiste na perda de cabelo.

Ocorre maioritariamente na cabeça (cabelo e barba, no caso dos homens). Pode manifestar-se numa grande perda de cabelo ou apenas numa pequena área.

Existem essencialmente três tipos de alopecia:

  • Areata
  • Eflúvio telógeno
  • Androgénica

Alopecia Areata

A alopecia areata caracteriza-se pela perda brusca, parcial ou total, de pêlos numa ou mais áreas do couro cabeludo. Pode ainda afectar a barba, no caso dos homens, as sobrancelhas, etc. As áreas de perda são arredondadas, a pele é lisa e brilhante. São conhecidas popularmente como peladas.

O número de zonas afetas pode variar, e as perdas de cabelo podem ser pequenas ou grandes. Além disso, podem ocorrer vários surtos, em diferentes períodos. Por essa razão, é importante determinar a causa da patologia para que esta seja controlada e corrigida.

É um quadro reversível, uma vez que a doença não destrói os folículos pilosos, apenas os mantém inativos devida a uma inflamação. Não é uma doença contagiosa.

Na grande maioria dos casos, verificamos que as causas estão associadas a problemas emocionais, podendo ainda apresentar outras causas, como por exemplo traumas físicos ou infecções.

Tratamento

O nosso tratamento consiste na combinação de Acupuntura com Fitoterapia, ou seja, suplementação natural. A combinação destas duas técnicas terapêuticas tem-se revelado verdadeiramente eficaz na resolução deste problema de saúde.

Com a aplicação dos tratamentos começam a nascer os cabelos. Quando renascem podem ter uma tonalidade mais clara. No entanto, ao longo dos tratamento vão adquirindo novamente a sua coloração normal.

Eflúvio ou Deflúvio telógeno

O eflúvio, ou deflúvio, telógeno caracteriza-se pelo aumento da queda diária de fios de cabelo, sendo essa queda visível no banho, na escova de pentear e quando mexe no cabelo. Em vez de ter uma queda diária de 100 a 120 fios de cabelo, pode ter uma queda diária de 200 a 300 fios.

É a causa mais comum de queda de cabelo nas mulheres. Pode tratar-se de uma fase aguda ou crónica.

A fase aguda (eflúvio agudo) manifesta-se três meses após o acontecimento gerador da queda e tem como principais causas a fase pós-parto, a febre, infecções agudas, dietas muito restritivas, doenças metabólicas ou infecciosas, cirurgias (por causa da perda de sangue), stress e alguns medicamentos.

Ou seja, as principais causas implicam desgaste do corpo e do sangue e uma diminuta nutrição do cabelo.

Na fase crónica (eflúvio crónico), o problema prolonga-se no tempo, com ciclos de queda mais acentuada. Com o passar do tempo o cabelo fica mais curto e mais fino, com menos volume e nota-se a diminuição significativa do número de fios de cabelo.

A causa desta patologia crónica está no desgaste do corpo, seja pela dieta inapropriada, insónia crónica, doenças metabólicas e auto-imunes, anemia, stress e ansiedade prolongados, trabalho por turnos, etc.

Tratamento

O nosso tratamento, para estes casos, engloba duas componentes essenciais: 1) combinação de Acupuntura e Fitoterapia, ou seja, suplementação natural, para nutrir o corpo, e 2) sugestões e recomendações para melhorar o seu estilo de vida e hábitos alimentares.

Alopecia Androgénica

A alopecia androgenética é comummente denominada por calvície e afecta tanto homens como mulheres. É um tipo de queda de cabelo que está determinada geneticamente, ou seja, são aqueles casos em que os pais ou avós têm tendência à calvície e os filhos seguem o mesmo padrão. Neste caso, os cabelos vão ficando cada vez mais finos, com menos volume e o couro cabeludo cada vez mais exposto.

Nos homens é comum ser mais afectada a região da coroa e a região frontal, provocando as conhecidas “entradas”. Enquanto que nas mulheres, a região central da cabeça é a mais afectada.

No caso do homem, a alopecia androgénica, pode estar associada a sintomas como falta de força, desconforto/dor na região lombar (fundo das costas), fraqueza nos joelhos e pernas. Enquanto que, no caso da mulher, pode estar associada a sintomas como alterações menstruais, insónia, suor nocturno, suor excessivo, dores articulares.

Tratamento

O nosso tratamento visa o retardamento, e a interrupção, da queda do cabelo e da diminuição da espessura do mesmo.

Para atingir esse objetivo, recomendando-lhe algumas práticas saudáveis para o seu dia-a-dia e alguns conselhos alimentares importantes. A Fitoterapia, ou seja, a suplementação natural, será uma ferramenta indispensável ao longo do tratamento. A Acupuntura será útil em muitos casos e em muitas fases. Poderá funcionar como forma de prevenção, ou como forma de tratamento numa fase mais aguda, em que o cabelo esteja a ficar mais fragilizado.

 

> Marque a sua consulta connosco <