A região cervical é constituída pelas vértebras cervicais, ligamentos, discos, músculos, tendões e nervos. No tratamento da cervicalgia é importante perceber quais destas estruturas estão afetadas.

Devido à liberdade de movimentos que esta região possui, às posturas incorrectas no dia-a-dia e também à tensão nervosa, esta é das regiões do corpo que mais sofre.

As causas mais frequentes da cervicalgia são: torcicolo, hérnia do disco, tensão muscular e contraturas, lesão ligamentar, subluxações, compressão medular e radiculopatias. As cervicalgias podem estar acompanhadas de cefaleia (dor de cabeça), tonturas, enjoos, fadiga, depressão, ataques de ansiedade ou visão turva.

Factores de risco para as cervicalgias

Os factores de risco são imensos, uma vez que o pescoço é muito flexível. No entanto, existem atividades desportivas e laborais que aumentam o risco de sofrer de problemas cervicais. Alguns exemplos são:

  • Desportos de impacto e contacto.
  • Má postura ao telemóvel, computador, a dormir, a conduzir, a ler, etc. Estas estão entre as causas mais comuns para a dor cervical.
  • Actividades laborais que exijam movimentos de hiperextensão ou hiperflexão do pescoço, como costurar, atividades que se desenvolvam à secretária.
  • Apanhar vento na região do pescoço.

Sintomas das cervicalgias

Os sintomas vão depender das estruturas afectadas, podendo consistir em apenas dor local e limitação de movimentos, mas podem incluir também irradiação, formigueiro, adormecimento ou fraqueza de um dos membros superiores ou noutra parte do corpo. Muitos paciente apresentam cefaleia (dor de cabeça) associada a problemas cervicais.

Tratamento da cervicalgia

O tratamento da cervicalgia dependerá da causa da cervicalgia, mas é sempre necessário realizar relaxamento da musculatura que se encontra contraída. Para isso usamos a massagem Tui Na, a Acupunctura e a Ventosaterapia (Vacuoterapia).

Caso existam subluxações das vértebras cervicais é necessário corrigir o seu posicionamento, com manobras de Osteopatia ChinesaA consulta de Medicina Chinesa é adequada nestes casos.

Se se apresentar uma radiculopatia ou hérnia do disco, além do trabalho muscular e articular local com Acupunctura, massagem Tui Na, é necessária a combinação com a Fitoterapia Chinesa (ervas medicinais chinesas). Os medicamentos naturais, à base de ervas medicinais chinesas e ocidentais, vão proporcionar um efeito anti-inflamatório, relaxante muscular e analgésico. Além disso, complementando o tratamento aplicado na clínica.

Além da intervenção realizada na clínica, são ainda prescritos exercícios terapêuticos. São também feitas recomendações para que consiga manter uma boa postura nas suas actividades diárias.

Marque a sua consulta connosco:

  • Por telefone: 917 288 102
  • Através do nosso formulário de contacto